Iir para a página inicial

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Centro de Educação e Humanidades
Instituto de Letras

Site Oficial

Clique para abrir o site da UERJ

  Instituto de Letras da UERJ

PROEG
Programa de Estudos Galegos

Rua São Francisco Xavier 524 - 11º andar - sala 11.131 - bloco F
Maracanã
20559-900 - Rio de Janeiro / RJ.

Telefone: (21) 2334-0405

E-mail: proeg.uerj@yahoo.com.br / maleval@uerj.br

Site do PROEG:
http://www.institutodeletras.uerj.br/proeg

Localização: sala 11.131, bloco F (Pós-graduação) e 11.102, bloco A (Leitorado)

 

 

Coordenação

Profa. Claudia Maria de Souza Amorim
E-mail: claudia.amorim@uol.com.br



PROEG - Programa de Estudos Galegos


Criação e objetivos

O PROEG, criado pelo Ato Executivo 41/96, de 23/07/96, tem caráter interdisciplinar e interinstitucional e tem como objetivos:

• desenvolver, estimular, dar apoio e assistência a atividades relativas ao ensino, à pesquisa e à extensão em áreas do conhecimento que envolvam ou se relacionem com a língua, a literatura e a cultura galega em geral;
• promover o intercâmbio cultural com a Galiza.

Buscando alcançar tais objetivos, o PROEG oferece disciplinas eletivas de Língua e Literaturas Galegas no Instituto de Letras e promove eventos diversos sobre a cultura galega.

Convênio

Em 1998, foi assinado um convênio de colaboração sobre a Conselleria de Educación e Ordenación Universitária da Xunta de Galicia e a UERJ, que continua vigente, para a criação de um Leitorado de Galego no PROEG.

Coordenação atual: Profa. Maria do Amparo Tavares Maleval
Prof. Leitor atual: Baltasar Pena Abal
Alunos bolsistas: atualmente um (Estágio Interno Complementar)

Atividades docentes e de extensão

Desde 1999, as disciplinas de Língua Galega I e II e Literatura Galega I, II e III integram o currículo do Instituto de Letras como disciplinas eletivas, sendo lecionadas pelo professor leitor.

Além da docência, o Leitorado de Galego do PROEG vem promovendo a difusão da língua, literatura e cultura galegas mediante a realização de diversas atividades dentro e fora da UERJ.

Todos os anos realizam-se atividades comemorativas do Dia das Letras Galegas – 17 de maio (palestras, recitais poéticos, exibição de filmes, contadores de história, exposições de imagens e textos, mostras gastronômicas, mostras de dança e musica galegas etc.) – tanto na UERJ quanto no Núcleo de Estudos Galegos da UFF (NUEG), em Niterói, contando com a colaboração das “Penas Galegas” do Rio (Casa de Espanha) e Niterói (Clube Español de Niterói).

Vêm-se fazendo, também com caráter anual, Mostras de Cultura Galega, integradas ou não ao Programa UERJ Sem Muros.

O Leitorado também participou da organização do III Encontro Internacional de Estudos Medievais, realizado na UERJ de 7 a 9 de julho de 1999, assim como do Seminário Atualizações da Idade Média, realizado em 23 e 24 de outubro de 2000.

Atividades de pesquisa

Junto ao PROEG vêm sendo desenvolvidos os seguintes projetos de pesquisa:

• “Atualizações da Idade Média”, rastreando heranças medievais na poesia, na prosa e no teatro, do século XIX à atualidade, em Portugal, na Galiza e no Brasil.
Pesquisadora principal: Profa. Dra. Maria do Amparo Tavares Maleval

Participantes: alunos-bolsistas do PIBIC (na atualidade: Priscila Bezerra de Menezes e Isabela Pinheiro Israel); alunos de Mestrado (Ana Letícia Ferreira, Caroline Moreira ERis, Danúbia Tupinambá Pimentel, Ivanise Santos, Lius Felipe Mello dos Santos, Maria Carolina Viana Vieira) e Doutorado (Leonila Murinelly).

• “Um mar no meio: o discurso de imigrantes galegos no Rio de Janeiro” – pesquisa que constitui a dissertação de mestrado da ex-Profa. Leitora Beatriz Gradaílle Martinez. Tendo como corpus relatos de histórias de vida de imigrantes galegos idosos residentes no Rio, a pesquisa ancora-se nos pressupostos teórico-metodológicos da corrente de estudos da linguagem conhecida como Análise do Discurso de base enunciativa, tendo como objetivo principal refletir sobre a construção discursiva de possíveis sentidos para a noção de identidade cultural, assim como identificar a que tipos de identidade esses sentidos apontam.

Publicações

O PROEG conta com uma série de publicações, por ele organizadas, relacionadas com temas galegos:

O Caminho de Santiago. A peregrinação ocidental na Idade Média, de Francisco Singul, traduzido por Maria do Amparo Tavares Maleval (Rio de Janeiro: EdUERJ, 1999).
Peregrinação e poesia, de Maria do Amparo Tavares Maleval (Rio de Janeiro: Ágora da Ilha, 1999).
Das rias ao mar oceano, de Reynaldo Valinho Alvarez (Rio de Janeiro: Ágora da Ilha, 2000).
Atas do III Encontro Internacional de Estudos Medievais da ABREM, organizado por Maria do Amparo Tavares Maleval (Rio de Janeiro: Ágora da Ilha, 2001).
Poesia Medieval no Brasil (estudo e antologia), de Maria do Amparo Tavares Maleval (Rio de Janeiro: Ágora da Ilha, 2002).
Estudos galego-brasileiros, organizado por Maria do Amparo Tavares Maleval e Francisco Salinas Portugal (Rio de Janeiro: Ed. H.P. Comunicação, 2003).

O PROEG também participa, em colaboração com o NUEG/UFF, da publicação da série de Estudos Galegos, organizada por Maria do Amparo Tavares Maleval, já com quatro números publicados (Niterói: EdUFF, 1996, 1998, 2002, 2004).

Da mesma forma, participou da produção de três CDs: Annua Gaudia, a música do Camiño de Santiago, do Conjunto Longa Florata (1999); Cânticos de amor e louvor (1995) e Medievo Nordeste (2005), ambos do Conjunto de Música Antiga da UFF.

Outras oportunidades oferecidas

Conta com uma biblioteca dotada de cerca de mil volumes publicados na Galiza ou a ela referentes que oferece serviços de consulta (e empréstimos, em casos especiais) à comunidade universitária.

Tem proporcionado a ida de alunos e professores anualmente à Galiza para cursos de verão de Língua Galega, como bolsistas.

Concorreu para a realização de Convênio de Cooperação Internacional entre a universidade de Corunha e a UERJ, sob o patrocínio da CAPES – MEC (Brasil) e do MECD (Espanha), em 2003-2004. Pesquisa: O processo de emergência lingüística e literária na Galiza e no Brasil, coordenado pelos professores doutores Maria do Amparo Tavares Maleval (ERJ) e Francisco Salinas Portugal (UDC).

 

| topo |


DHTML JavaScript Menu By Milonic